segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Mises e Hayek sobre o socialismo, os graves erros de Keynes e o problema com as universidades

URL: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1478


tumblr_m3z5y72JUJ1qjic3ro1_500.jpgSegundo Mises, é a existência de preços de mercado o que permite a divisão intelectual do trabalho, a apreensão de informações e todo o subsequente processo racional de produção.  Sem preços de mercado não há cálculo econômico porque a criação e a transmissão de conhecimento empreendedorial necessário para coordenar a sociedade ficam bloqueadas.  Esse argumento de Mises complementa o de Hayek.

Hayek se concentrou no argumento da dispersão de informação muito provavelmente porque queria se defender dos ataques de Oskar Lange e dos neoclássicos, que diziam que, se o cálculo econômico era impossível em termos estritamente computacionais por causa da ausência de preços, então bastava que os planejadores centrais criassem equações matemáticas que simulassem corretamente as condições vigentes de mercado, o que possibilitaria determinar oferta, demanda e preços, fazendo com que todo o processo produtivo magicamente se tornasse racional.

Portanto, a posição de Mises e a de Hayek são complementares.  Mises, ao se concentrar na inexistência de preços de mercado, deixou claro que a consequência do socialismo é o bloqueio da divisão intelectual do trabalho, que é justamente o argumento de Hayek.

Postar um comentário