terça-feira, 5 de junho de 2012

Ministro do STF aciona PGR: grana pública nos “blogs progressistas”.

URL: http://www.implicante.org/pig/blogprog_granapublica/


A imprensa em geral tratou várias vezes de blogueiros que recebem dinheiro público – ou são contratados com ou sem licitação para o governo federal – e, na web, mantém determinada posição política. Tratamos disso algumas vezes, valendo destacar os textos acerca de Luis Nassif e Paulo Henrique Amorim (clique nos nominhos e leia, será bem útil – este também traz informações importantes).

O que há de novo? Pois bem: Gilmar Mendes, Ministro do STF, entrará com ação na Procuradoria Geral da República para saber mais sobre isso. Ele vem sendo atacado por uma parcela da blogosfera e, de forma legítima, quer saber se há dinheiro público por trás disso e, mais ainda, quem e quanto receberam. E a PGR decidirá a legalidade dessa natureza de pagamento.

PREVISIVELMENTE, alguns dirão que isso vai contra a liberdade de expressão, tal e coisa. Bobagem. Ninguém é proibido de exprimir-se, o que se questiona – com motivação óbvia – é o uso de dinheiro público, o montante empregado e, PRINCIPALMENTE, a natureza político-partidária dos posts e comentários predominantes em determinados espaços. Defender ou atacar o governo ou pessoas públicas é absolutamente legítimo; ser pago com grana pública para isso é que complica o meio de campo.

Fonte: blog Rádio do Moreno.

Leia também:

  1. Maracanã: reforma com grana pública, entregue à iniciativa privada
  2. Bolsa #BlogProg: grana pública pra turma chapa branca
  3. Edir Macedo “exorciza” homossexual; progressistas da web xingam Marcelo Serrado
  4. Ministro do Turismo pagou governanta com verbas públicas por 7 anos
  5. A palavra do ministro Orlando Silva não vale “nem 1 centavo”

Postar um comentário