terça-feira, 5 de junho de 2012

Devolve, Dilma

URL: http://www.ordemlivre.org/2012/06/devolve-dilma/


Nesses tempos estranhos, a mera afirmação do óbvio pode nos trazer alguma satisfação. E não é sempre que damos de cara com ele assim, solto numa página de opinião de um jornal brasileiro.

Na Folha de São Paulo de ontem, ao comentar as movimentações do governo para poupar menos e gastar mais, Vinícius Mota lembrou de opção simples para reativar o investimento: devolver um pouco de dinheiro para o pagador de impostos, para que ele mesmo gaste e faça as suas escolhas.

Não se cogita, por preconceito e falta de coragem de enfrentar o corporativismo estatal, de devolver dinheiro à sociedade para que ela mesma se encarregue de reativar o gasto e o investimento. Para cada R$ 100 investidos no Brasil, os governos respondem por menos de R$ 15.

O setor público, essa máquina fabulosa de arrecadar, tem propensão baixíssima para poupar e investir -e altíssima para consumir. O Brasil tem margem para baixar substancialmente sua carga tributária, hoje em 35% do PIB, a fim de estimular a atividade econômica. Praticamente nenhuma outra nação importante às voltas com a crise pode fazer isso

Caro óbvio, foi bom vê-lo novamente. Não suma, não.

Postar um comentário