sábado, 23 de março de 2013

Sobre o assalto cipriota

URL: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1552


CyprusRFD-sfSpan.jpgA história está sendo amplamente coberta pela mídia mundial, e por um bom motivo.  Os eurocratas sempre disseram que as contas bancárias eram sacrossantas.  Eles sempre prometeram que não tocariam nelas.  Com o anúncio desta medida a ser adotada no Chipre, os eurocratas estão dizendo "nós mentimos".  No entanto, estes mesmos eurocratas estão assegurando a todos os correntistas da zona do euro que isso não acontecerá novamente, que se trata de uma medida excepcional, a ser implementada uma única vez.  "Confiem em nós".

Os relatos são de que o presidente do Chipre, na reunião de domingo, implorou ao parlamento do país para que implantasse as taxas.  O mais curioso é que, durante sua campanha eleitoral, ele havia prometido aos eleitores que jamais, em hipótese alguma, iria tributar suas contas bancárias.  E ele reforçou este compromisso em seu discurso de posse: "Não será tolerada absolutamente nenhuma referência a tributação de depósitos ou calote parcial na dívida".  Para se certificar de que havia sido perfeitamente claro, ele acrescentou: "Este assunto nem sequer está em discussão".

Tradução: sempre que um político promete enfaticamente que não fará algo, tenha a certeza de que esse algo já está em fase final de planejamento.

Postar um comentário