segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O corrupto Espírito Santo





A VERDADE QUE NINGUÉM QUER ENXERGAR

Inconformado com a mídia corporativa, com a descarada interferência do Executivo, especialmente do Palácio, com os desesperados discursos da atual cúpula do TJES em isolar a fraude do concurso de servidores de 2005apenas em relação às pessoas ligadas à família do ex-presidente do TJES Frederico Pimentel, demonstrar-se-á que a fraude foi generalizada para beneficiar parentes e aliados de TODOS os componentes do TJES, ou melhor, que a prática é comum para perpetuar o Poder, o nepotismo e as práticas ilícitas promovidas pelos Pares do imundo Poder Judiciário Estadual Capixaba.

Veja a relação de alguns beneficiados e seus respectivos padrinhos.

Ø  Vamos começar com o último Presidente do TJES, DESEMBARGADOR MANOEL ALVES RABELO[1], que beneficiou a sobrinha ISABELLA ZAGO DA COSTA[2] (Escrevente Juramentado – 3ª Entrância) e as duas únicas filhas ROBERTA ZAGO RABELO[3] (Escrevente Juramentado – 3ª Entrância) e EMANUELLE ZAGO RABELO (Oficial de Justiça – Entrância Especial), todas no concurso de servidor de 2005. No caso da última filha, o Desembargador tomou frente de um Projeto de Lei elaborado pelo próprio TJES com o objetivo de ampliar o número de vagas para o cargo de Oficial de Justiça de Entrância Especial, que pelos arranjos políticos foi aprovado em LEI (Lei Complementar nº 359/2006, publicado no D.O. de 25/03/2006), com nítido intuito de nomear a sua filha, como também os parentes de outros desembargadores, como a filha do Desembargador Bizzoto (DANIELLA COLODETTI DE MENDONCA) e o parente do Desembargador aposentado Paulo Compolillo (ROBERTO SANTOS COPOLILLO). Não venha dizer que era para atender o interesse público, já que a referida servidora, antes da operação naufrágio, jamais havia desempenhado da função de oficial de justiça.

Ø  E isso não é tudo, sua esposa (MARGARETH ZAGO RABELO), genro (LUCIANO COSTA BRAGATTO) e filho (GUSTAVO ZAGO RABELO) também são juízes, sendo que os dois últimos estão envolvidos em concurso fraudulentos, seja o de 2004, seja o de 2002, respectivamente.

Ø  E não para por aí, o Desembargador fez um tremendo trabalho de bastidores, por um lado, persuadindo desembargadores, por outro, coagindo e pressionando juízes para desistirem em concorrer à promoção, a fim de permitir a promoção de seu filho, mesmo sem preencher o tempo mínimo legal na entrância, que apesar do pouco tempo de carreira, já se encontra na última entrância da magistratura estadual, sendo por questão de tempo próximo desembargador do TJES.

Ø  O Corregedor-Geral da Justiça, DESEMBARGADOR SERGIO TEIXEIRA GAMA[4], também não deixou passar a oportunidade de beneficiar seus parentes do concurso de servidor de 2005, tendo favorecido a filha (PAULA ABIB GAMA), o genro (TIAGO CUNHA FERREIRA) e a esposa (PATRICIA ABIGUENEM ABIB GAMA). No caso da família do Desembargador Sérgio Gama a fraude ficou ainda mais evidente, já que passaram no mesmo cargo (Escrevente Juramentado – 3ª Entrância) e ficaram quase com a mesma pontuação, classificados bem próximos. Apesar do atual presidente insistir na tese de que a fita não cita outros casos[5], nota-se do trecho abaixo que o ex-assessor da presidência chama atenção para o caso da família do atual Corregedor, senão vejamos um trecho da fita:

Ø  LEANDRO diz: “O que ficou fe...Pegou mal, que eu achei, foi a PAULA passar, PAULA GAMA, e a mãe dela passar atrás dela.” (possíveis referências a PAULA ABIB GAMA, filha do desembargador SÉRGIO GAMA, e à sua mãe, PATRÍCIA ABIGUENEM ABIB GAMA                                   ROBERTA pergunta se uma ficou atrás da outra.                                 LEANDRO responde: “A uma, uma questão de diferença. Ficou feio.”FREDERICO e ROBERTA dizem trecho ininteligível.                        LEANDRO diz: “Ficou muito feio.”                                                    FREDERICO, LEANDRO e ROBERTA dizem trecho ininteligível.       LEANDRO diz que é uma questão de diferença e que ROBERTA está cega. FREDERICO e ROBERTA dizem trecho ininteligível.” (fl. 222 da denúncia)

Ø  A fraude ainda é mais evidente se considerarmos a idade avançada de sua esposa, o tempo que não vê um livro e sua consecutiva classificação e aprovação no concurso. É uma piada!!!!

Ø  Recentemente o Corregedor fez inflamado discurso[6] sobre o rigor acerca das investigações provenientes da“Operação Naufrágio”. Na oportunidade inclusive destacou sua trajetória no Ministérios Público Estadual e prometeu transparência e rigor nas investigações, apurações e condenação dos envolvidos, mas será que terá o mesmo rigor ou isenção na apuração da fraude do concurso de servidores?!?

Ø   DESEMBARGADOR ARNALDO SANTOS SOUZA[7], também não exitou com a possibilidade de beneficiar sua esposa, MARIA DE LOURDES BOINA SOUZA, aprovada no concurso de servidores de 2005 no cargo deOficial de Justiça – Entrância Especial.

Ø  Vale lembrar, que o referido magistrado não possui filhos, se tivesse também teriam entrado nos concursos. 
Ø  No meio jurídico o Desembargador e conhecido pela sua fé, sempre pedindo a bênção de Deus para começar os julgamentos que participa, mas no caso em apreço será que também pediu a bênção de Deus?!?   

Ø  O ex-Corregedor, DESEMBARGADOR ROMULO TADDEI [8], e outro que não perdeu a chance de beneficiar seus parentes, como se vê da aprovação dos candidatos: KARINA TADDEI LYRA DO NASCIMENTO(sobrinha), SORAIA DALL ORTO G. TADDEI (nora) e ROMULO TADDEI FILHO (filho).

Ø  E  ainda há o favorecimento de seu outro filho (GIL VELLOZO TADDEI) no último concurso de juiz do Estado (2004), também sob forte suspeita de fraude, perpetuando toda sua família no Poder Judiciário do Estado do Espírito Santo.

Ø  Veja como são as coisas, o Desembargador não satisfeito de favorecer seu filho (GIL) no último concurso de juiz do Estado (2004), recebendo um gordo subsídio, ainda não mediu esforços em favorecer a esposa dele (SORAIA) no último concurso de servidores (2005), sem contar o filho (ROMULO) e a sobrinha (KARINA).

Ø  E tem mais, este Desembargador ainda ficou conhecido no emblemático caso de indicação arbitrária de seu filho (GIL - Juiz Substituto de 1ª Entrância) na função de juiz auxiliar da Corregedoria, em total inobservância a decisão plenária do próprio TJES, que limitou a indicação aos juízes de entrância especial, e a Resolução nº 7, do CNJ, sendo objeto de pronunciamento pelo Conselho Nacional de Justiça - CNJ, que determinou a anulação da nomeação, por violação aos princípios jurídicos da moralidade e da impessoalidade.

Ø  E não é só isso! Mesmo com fortes indícios de fraude no concurso de servidores, ainda mais evidentes com o material advindo da busca e apreensão pela “Operação Naufrágio”, o então Corregedor continuou convocando aprovados, desafiando as autoridades e beneficiando os últimos apadrinhados (vide:http://www.seculodiario.com.br/exibir_not.asp?id=3082). 
  
Ø  O DESEMBARGADOR ALEMER FERRAZ MOULIN[9], atual Presidente da Associação de Magistrados do Espírito Santo e vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), intermediou o ingresso de inúmeros parentes, apadrinhados e aliados na estrutura do Poder Judiciário, desde o filho ALEMER JABOUR MOULIN no concurso de Procurador do Estado, o outro no concurso de Juiz (FLÁVIO JABOUR MOULIN), o sobrinho (Felipe Bertrand Sardenberg Moulin) e outros incontáveis parentes e apadrinhados no último concurso de servidores (2005), como: Lourenço Pierre Sardemberg Moulin (sobrinho e irmão do Juiz Felipe),Marcelo Jabour Carneiro (sobrinho), Karina Jabour Carneiro (sobrinha), Taisa Jabour Guimarães (sobrinha),Lisanna Lucena Guimarães dos Santos Moulin (sobrinha), Lisanna Lucena Guimarães dos Santos Moulin(sobrinha), Tatiana Oliveira Jabour (sobrinha), entre outros.

Ø  O DESEMBARGADOR JORGE GOES COUTINHO[10], um dos articuladores da fraude, também não deixou por menos, já que além de garantir o ingresso do filho REINIER PESTANA COUTINHO[11] (ESCREVENTE JURAMENTADO - 1.A ENTRÂNCIA), da enteada LÍVIA PESTANA NAZARETH DE SOUZA (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL) da sobrinha JUDITH CRUZ GÓES COUTINHO CABRAL (OFICIAL DE JUSTIÇA - 3.A ENTRÂNCIA), ainda possibilitou o acesso de inúmeros protegidos e aliados, como: THIAGO RIBEIRO SAMORA (ESCREVENTE JURAMENTADO - 3.A ENTRÂNCIA), entre outros.

Ø  O DESEMBARGADOR ANNIBAL DE REZENDE LIMA[12], ex-vice presidente do TJES, acompanhando os demais Pares também resguardou o acesso de sua filha (JUNIA PINHEIRO DA SILVEIRA DE REZENDE LIMA - ESCREVENTE JURAMENTADO - 2.A ENTRÂNCIA) do sobrinho LANUSSY PIMENTEL DE REZENDE(ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL) e dos sobrinhos da esposa (IGOR RABELO e DARIO SILVEIRA PAIVA).

Ø  O DESEMBARGADOR ADALTO DIAS TRISTÃO[13], outro forte articulador da fraude no concurso, alvo da “Operação Naufrágio”, também empregou toda sua família no Poder Judiciário Estadual, desde a mulher (Rosalina Campana Tristão), filho (Rômulo Campana Tristão), ex-nora (Priscila de Castro Murad) no último concurso de juiz, ainda cuidou da meteórica carreira de seu outro filho (Rodrigo Campana Tristão), sem contar na ajuda de inúmeros parentes e aliados no concurso de servidores de 2005, como: Analuisa Murad Vargas (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL), Thiago Tristão Lima (sobrinho), Luciana Campana (sobrinha da esposa), Giselle Tristão Martins, Verônica Rodrigues Tristão, Janaina Tristão, Anderson Rixa, Rafael Ignes Tristão, Ricardo Santos Cardoso,Hermann Andrade Cruz (afilhado da esposa), entre outros.

Ø  Sobre este último (Hermann) o absurdo chega ao extremo, pois basta uma rápida conversa com o candidato/servidor público para ter certeza que é praticamente impossível tal bucéfalo passar em 5º (quinto) lugar num concurso com matérias específicas em direito. Isso é zombar da boa-fé da sociedade, só pode.  

Ø  O DESEMBARGADOR ELPÍDIO JOSÉ DUQUE[14], desembargador aposentado e envolvido na “Operação Naufrágio”, não exitou em passar a filha KENIA GUERRA DUQUE NUNES (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL) e a sobrinha da esposa DULCE LUIZA SATHLER VEIGA (OFICIAL DE JUSTIÇA - 3.ª ENTRÂNCIA) no concurso de servidores de 2005, servidoras igualmente citadas e envolvidas no episódio de venda de sentenças pela operação da Polícia Federal, mas que estranhamente não foi apurado pela cúpula do TJES.

Ø  Também aprontou o ingresso de seu outro filho na carreira da magistratura do Estado e ainda alavancou a carreira meteórica de seu último filho (Paulo Guerra Duque) na advocacia.

Ø  O DESEMBARGADOR JOSENIDER VAREJÃO TAVARES[15] FALECIDO desembargador aposentado e envolvido na “Operação Naufrágio”, passou a filha (ALEIDA MARIA DA CRUZ DE SOUZA - ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL), o genro (PABLO SIMOES BORTOLINI - ESCREVENTE JURAMENTADO - 2.A ENTRÂNCIA) e a ex-esposa de seu sobrinho (BRISA DE ASSIS CLEM FARIA DE SOUZA) no concurso de servidores de 2005.

Ø  O DESEMBARGADOR PEDRO VALLS FEU ROSA[16], também não poupou esforços em passar seus aliadosno concurso de servidores de 2005, como: ANA PAULA GIRELI BISSI (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL), LUCIANA MERCON (esposa de seu ex-assessor e atual Juiz Daniel Peçanha),LUCIANA SOARES MIGUEL (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL), MARCELO CACCIARI DE AGUIAR (irmão da ex-assessora do desembargador), entre outros.

Ø  E não se trata apenas do último concurso de servidores, já que por gerações e gerações seus familiares são beneficiados nos concursos promovidos pelo TJES. Bastas uma rápida lida nos sobrenomes dos servidores efetivos para confirmar tal assertiva, sendo inclusive o desembargador mais jovem da história do TJES.

Ø  O DESEMBARGADOR MAURÍLIO ALMEIDA DE ABREU [17], é outro clássico caso de como funciona a trama de beneficiamento de parentes para o ingresso no TJES a começar pelo próprio desembargador que só foi promovido graças ao apoio incondicional de seu tio. O mesmo também é conhecido por ter trazido um pedaço do Nordeste para o TJES, ou seja, após sua promoção para o cargo de desembargador tratou de passar inúmeros parentes em concursos fraudulentos, como: esposa (ADECI PEREIRA DE ABREU), filha (MÔNICA PEREIRA DE ABREU ACERBI - ESCRIVÃ), filha (MARÍLIA PEREIRA DE ABREU BASTOS – JUÍZA), genro (JOSÉ MÁRCIO ACERBI - CONTADOR), genro (LÚCIO – ESPOSA DA SEGUNDA FILHA), entre outros inúmeros parentes indiretos.   

Ø  O DESEMBARGADOR SÉRGIO BIZZOTTO PESSOA DE MENDONÇA [18], é outro que não mediu esforços para passar seus parentes no concurso de servidores de 2005, como: a filha DANIELLA COLODETTI DE MENDONCA (OFICIAL DE JUSTICA - ENTRÂNCIA ESPECIAL), sua sobrinha BARBARA PESSOA DE MENDONCA CAMARGOS (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL) e o sobrinho de sua esposa GUSTAVO PARAISO DALVI (OFICIAL DE JUSTIÇA - 3.ª ENTRÂNCIA), entre outros.

Ø  O DESEMBARGADOR CARLOS HENRIQUE RIOS DO AMARAL[19], é outro exemplo típico de como funciona o beneficiamento de parentes, pois é filho do falecido desembargador EPAMINONDAS DO AMARAL, tendo ainda beneficiado seu filho CARLOS HENRIQUE DO AMARAL FILHO no concurso de Juiz de 2004 e seu sobrinho RICARDO NICOLAU DO AMARAL (OFICIAL DE JUSTIÇA - 3.ª ENTRÂNCIA), entre outros.

Ø   O DESEMBARGADOR JOSÉ LUIZ BARRETO VIVAS[20], também beneficiou seus parentes, como se vê da aprovação de sua filha DANIELA DE CASTRO VIVAS (OFICIAL DE JUSTIÇA - 3.A ENTRÂNCIA), entre outros.

Ø  O Desembargador CARLOS ROBERTO MIGNONE [21], apesar do pouco tempo de TJES também beneficiou seus parentes, como se vê da aprovação de sua filha ARIANA AREAS MIGNONE (ESCREVENTE JURAMENTADO - 3.A ENTRÂNCIA)

Ø   O DESEMBARGADOR ALVARO MANOEL ROSINDO BOURGUIGNON [22], foi quem presidiu os 02 (dois) últimos concursos fraudulentos para ingresso na magistratura estadual, com a aprovação de inúmeros parentes, assessores e aliados de desembargadores, tendo na oportunidade beneficiado seu ex-assessorRODRIGO CARDOSO FREITAS. Já no concurso de servidores beneficiou o irmão deste Juiz e também seu assessor FERNANDO CARDOSO FREITAS (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL).

Ø  O DESEMBARGADOR FREDERICO GUILHERME PIMENTEL[23], e outro clássico exemplo de como funciona a forma descarada de beneficiamento de parentes. Este foi promovido a desembargador, por antiguidade, em 1994 e de lá prá cá resolveu a vida de seus parentes, isto é, beneficiou o genro (MOACYR C. DE F. CORTES), a nora (LARISSA Sarcinelli Pimentel)(DEMITIDA/APOSENTADA)  e o filho (Frederico Luís Schaider Pimentel) (DEMITIDO)  no ingresso à magistratura estadual e as filhas no concurso de servidores (LARISSA SCHAIDER PIMENTEL CORTES, DIONE SCHAIDER PIMENTEL ARRUDA E ROBERTA SCHAIDER PIMENTEL) (DEMITIDOS). Sobre o último concurso de servidores beneficiou a filha (DIONE), a filha (ROBERTA), o sobrinho (CLAUDIO PIMENTEL BALESTRERO - OFICIAL DE JUSTICA - ENTRÂNCIA ESPECIAL), a sobrinha (GIOVANA PIMENTEL JORGE - ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL), o enteado (PAULO ROBERIO SCHAIDER - OFICIAL DE JUSTIÇA - 1.A ENTRÂNCIA), bem como seus apadrinhados e aliados, como: LUIZ FERNANDO GOMES SCHAIDER (OFICIAL DE JUSTIÇA - 1.A ENTRÂNCIA - parente da esposa), JORGE LUIZ SCHAIDER DO O(ESCREVENTE JURAMENTADO- 1.A ENTRÂNCIA - parente da esposa), LEANDRO SA FORTES (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL – seu assessor) (DEMITIDO), OTAVIO SILVA CARVALHO COELHO(OFICIAL DE JUSTICA - ENTRÂNCIA ESPECIAL – seu assessor), THIAGO DURAO ESPINDOLA (OFICIAL DE JUSTIÇA - 3.A ENTRÂNCIA – seu assessor), ELAINE ALBANI BRASIL NERY (esposa de seu ex-assessor e Juiz Fábio Brasil Nery), JOSE FUNDAO GIESTAS (ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL – cunhado de seu genro Moacyr), BARBARA PIGNATON SARCINELLI (ESCREVENTE JURAMENTADO - 3.A ENTRÂNCIA – cunhada de seu filho Frederico), entre outros.

Ø  O SINDIJUDICIÁRIO[24] também participou ativamente na fraude do referido concurso, sugerindo nomes para serem agraciados pelo esquema, como se vê da FAMÍLIA DO SINDICALISTA CARLOS TADEU TEIXEIRA DUARTE - Presidente do referido Sindicato: filho (THIAGO DIAS DUARTE - OFICIAL DE JUSTICA - ENTRÂNCIA ESPECIAL) e filha KARLA DIAS DUARTE (OFICIAL DE JUSTIÇA - 1.A ENTRÂNCIA), daFAMÍLIA DO SINDICALISTA AGENOR COLA: esposa (JOSIANE PIRES CHAGAS - OFICIAL DE JUSTICA - ENTRÂNCIA ESPECIAL), da FAMÍLIA DE FERNANDO COLA (PRESIDENTE DA AJUDES): esposa (OILDES DE LOURDES SOUSA COLA - ESCREVENTE JURAMENTADO - 1.A ENTRÂNCIA) e irmã (GLAUCIA COLA SARRES - ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL), entre outros inúmeros beneficiados ligados ao sindicato.

Ø  Assim, é de chorar a última declaração[25] do presidente do SINDIJUDICIÁRIO, Carlos Thadeu Teixeira Duarte, sobre a preocupação do sindicato na possível anulação do concurso... Após esses esclarecimentos, fica fácil entender a real preocupação do atual presidente do Sindijudiciário.

Ø  O JUIZ BERNARDO ALCURI DE SOUZA, ex-assessor do Des. Frederico e na ocasião membro da Comissão de Concurso da Corregedoria Geral da Justiça também não deixou de beneficiar sua esposa JULIANA DE MAGALHÃES CARVALHO ALCURI DE SOUZA no referido concurso ao cargo de ESCREVENTE JURAMENTADO - ENTRÂNCIA ESPECIAL

 ISSO É UMA VERGONHA - QUE TODOS SABEM, MAS NINGUÉM TEM CORAGEM DE DIZER.

Em tempos atrás o MPES classificou o TJES como balcão de negócios, mas esqueceu de também classificá-lo como“A GRANDE FAMÍLIA”.


[8] http://i.ytimg.com/vi/bTodftdkjIw/0.jpg
[9] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Alemer.jpg
[10] http://www.cmg.es.gov.br/images/noticias/Posicao%201.3%20-%20Jorge%20Goes.jpg
[11] http://www.seculodiario.com.br/exibir_socioeconomicas_a.asp?id=247
[12] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Annibal.jpg
[13] http://1.bp.blogspot.com/_BWaxvGKdALA/SgQrRoHkOyI/AAAAAAAABOY/99Kvt4-DebA/s400/aduto.jpg
[14] http://www.folhavitoria.com.br/site/img/lib/3f7ead0777054.jpg
[15] http://gazetaonline.globo.com/_midias/jpg/108676-49e5041943be1.jpg
[16] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Pedro.jpg
[17] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Maurilio.jpg
[18] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Sergio%20Bizoto.jpg
[19] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Rios%20do%20Amaral.jpg
[20] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Vivas.jpg
[21] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Mignone.jpg
[22] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/Alvaro.jpg
[23] http://www.tj.es.gov.br/cfmx/portal/Novo/imagens/foto_desemb/frederico.jpg
[24] http://sindjud.com.br/

Os próprios juizes elaboraram questões do concurso de Corregedoria Geral de Justiça do TJES...

Postar um comentário