sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Sandy: um furacão seguido de controle de preços - um desastre criado pelo homem

URL: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1458


2012-11-09T050459Z_1_CBRE8A80E4X00_RTROPTP_3_USREPORT-US-STORM-SANDY-FUEL_JPG_475x310_q85.jpgTodo o desabastecimento de gasolina que está ocorrendo agora na região metropolitana de Nova York e em todos os outros locais que estavam no rastro da destruição deixada pelo Furacão Sandy era totalmente evitável.  Com efeito, o desabastecimento pode desaparecer rapidamente, em questão de horas.  Bastaria apenas o governo revogar a ameaça de processo criminal contra os proprietários de postos de gasolina -- bem contra todos os outros empreendedores que trabalham na cadeia de suprimento de gasolina -- que aumentarem seus preços até um nível que reduza a quantidade de gasolina demandada, de modo que a demanda se ajuste à reduzida oferta disponível.

Tendo de lidar com preços maiores -- possivelmente tão altos quanto US$10 ou US$20 por galão [atualmente está em torno de US$4] --, muitos dos motoristas que hoje passam horas nas filas dos postos de gasolina iriam simplesmente desistir de utilizar seus carros e passariam a buscar arranjos alternativos de transporte, seja o compartilhamento de carros, a utilização de bicicletas ou qualquer outro arranjo.  Praticamente todos iriam restringir suas viagens automotivas em proporção ao maior custo do uso do automóvel.  Só iriam a um posto de gasolinas aqueles que estivessem genuinamente dispostos a pagar preços muito altos pelo combustível.  (Atualmente, há relatos de pessoas aposentadas enchendo seus tanques com o único propósito de "mantê-lo cheio" enquanto médicos e ambulâncias não conseguem gasolina para se locomover e salvar vidas.)

Postar um comentário