quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Conjur - Embargos Culturais: Críticas de Roberto Campos à Constituição ainda ecoam

O interessante é que boa parte das profecias de Roberto Campos ainda
hoje se discutem. Criticando a carta de 1988, Campos afirmou que a
cultura antiempresarial de que se impregnou a Constituição em breve
fará o Brasil o país ideal onde não investir[10]. Durante a preparação
daquele documento, Roberto Campos já se mostrava muito crítico:

Tenho lido e relido o texto constituinte, um dicionário de utopias
de 321 artigos. Pouco ou nada se parece com as constituições
civilizadas que conheço. Seu teor socializante cheira muito à infecta
Constituição portuguesa de 1976, da qual Portugal procura agora
desembaraçar-se a fim de embarcar na economia de mercado da Comunidade
Econômica Europeia. O voto aos 16 anos dizem copiado da Constituição da
Nicarágua. A definição de empresa nacional parece só existir na
Constituição de Guiné-Bissau. Em ambos os casos, nem o mais remoto odor
de civilização[11]... --
http://www.conjur.com.br/2012-nov-25/embargos-culturais-criticas-roberto-campos-constituicao-ainda-ecoam


--
Linux 3.6.0: Terrified Chipmunk
http://www.youtube.com/DanielFragaBR
http://www.libertarios.org.br
Postar um comentário