terça-feira, 24 de julho de 2012

Roberto Jefferson revela que governo ofereceu ajuda da PF para abafar Mensalão

URL: http://www.implicante.org/noticias/roberto-jefferson-revela-que-governo-ofereceu-ajuda-da-pf-para-abafar-mensalao/


Em entrevista, o delator do Mensalão afirma que petista o procurou oferecendo a chance de manter o mandato em troca de silêncio sobre o esquema de corrupção. Confiram um trecho da entrevista de Jefferson ao Estadão:

(…)

Ao denunciar o mensalão, o sr. queria preservar sua imagem?

Claro. Me foi oferecida a troca: eu sairia da presidência do PTB, a daria ao Walfrido. Seria nomeado um delegado ferrabrás para o processo. E o relatório seria pela minha absolvição, pelo não indiciamento. Quer dizer, eu viveria de joelhos, sairia pela porta dos fundos. Eu falei: “Não vou, não. Entrei pela porta da frente e vou sair pela porta da frente. Ou vocês arrumam isso que vocês montaram ou vou explodir isso”. Não toparam e foi o que eu fiz. Acharam que ia me acovardar, que eu tinha jeito de Valdemar Costa Neto (presidente do extinto PL, hoje PR, e réu do mensalão), que ia renunciar para depois voltar. De joelho eu não vivo, caio de pé. Fiz o que tinha que fazer. Fui julgado errado pela turma do PT.

Quem fez essa proposta?

O líder do governo (Arlindo) Chinaglia foi à minha casa e fez a proposta. Eu disse: “Não tem a menor chance de dar certo. Não vai para frente”.

Arrependeu-se?

Não. Não dá para dar uma de galo mutuca e fugir. Vai olhar o neto no olho como? “Vovô foi acusado, renunciou para não ser cassado…” Isso é conversa de vagabundo, tô fora.

(…)

(grifos nossos)

 

Leia também:

  1. Governo e base articulam operação para abafar CPI. Governadores não seriam investigados.
  2. Petista chama “manual dos companheiros na CPI” de apócrifo; revista revela que autores trabalham para o PT no Senado
  3. Lewandowski libera revisão do mensalão e diz que fez “das tripas coração” para respeitar prazo
  4. Mensalão: PF pede a Ministério Público investigação no BB e varredura em conta do PT
  5. Ministro do STF que aposta na prescrição do mensalão recebeu pagamentos sob investigação

Postar um comentário