terça-feira, 10 de abril de 2012

Bonecas negras: a coisa está preta!

URL: http://rodrigoconstantino.blogspot.com/2012/04/bonecas-negras-coisa-esta-preta.html



Rodrigo Constantino

Deu no Globo: Conselho vai investigar caso de bonecas em feira

RIO - O Conselho Estadual dos Direitos do Negro (Cedine) enviará três representantes à Feira Hippie de Ipanema, no domingo, para checar a diferença de preço entre bonecas de pano negras e brancas. Como noticiou na terça-feira Ancelmo Gois em sua coluna no GLOBO, uma barraca cobra R$ 85 pelas brancas e R$ 65 pelas negras, embora as duas sejam praticamente iguais.

Presidente da entidade, Paulo Roberto dos Santos disse que os conselheiros tentarão conseguir com a dona da barraca uma explicação para a diferença de preços. Se os argumentos não forem convincentes, e se a proprietária se recusar a rever os valores, o conselho poderá encaminhar ao Ministério Público uma denúncia de discriminação:

— Nós resolvemos que, antes de qualquer atitude, vamos lá no domingo ver de perto essa situação, se tem a ver com algum preconceito. E vamos, primeiramente, convencer a pessoa a tratar com isonomia, com igualdade (brancas e negras). Se ela se recusar, vamos fazer uma denúncia formal ao Ministério Público e procurar a Defensoria Pública — disse Paulo.

A decisão de ir à feira foi tomada em reunião do Cedine, à qual estiveram presentes representantes do Conselho de Entidades Negras do Interior do Estado do Rio e da Associação das Comunidades Quilombolas do Estado do Rio.

Comentário: Essa gente racista não tem mais limite do ridículo! Não estou falando da vendedora, naturalmente, mas sim dos patrulheiros do "politicamente correto". Querem revogar até as leis de oferta e demanda agora, em nome da "igualdade racial". E dane-se que as bonecas negras tenham menor demanda, e POR ISSO um preço menor! Quem liga para esses detalhes? Quem liga para a liberdade de escolha dos indivíduos? Agora resta pensar sobre os próximos passos. Se o boneco do Ken (o namorado efeminado da Barbie) for mais caro do que o boneco do Falcon (para quem tem mais de 30 anos, ok?) , então é preconceito contra os barbudos. Não pode! Se a boneca morena da Polly for mais cara do que a Barbie, não pode, pois é preconceito contra as loiras! E por aí vai. A situação é tão esdrúxula, tão patética, que seria muito cômica, não fosse tão trágica por mostrar os tempos lamentáveis e perigosos em que vivemos.
Postar um comentário