domingo, 14 de julho de 2013

Como a dívida do governo afeta as gerações futuras

URL: http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1266


unborn-baby-copy[1].jpgImagine que o governo atual -- isto é, no ano de 2013 -- anuncie que irá gastar $100 bilhões dando uma festa de arromba.  Tudo o mais constante, as pessoas vivas em 2013 irão adorar este surto maciço de consumo.  No entanto, se o governo impusesse tributos sobre as pessoas em 2013 para pagar por esta festa, elas certamente iriam se revoltar.  E nenhum governo quer isso.  Muito mais confortável é apenas emitir títulos da dívida, que serão voluntariamente comprados por algumas pessoas no presente, e jogar o fardo do pagamento dos juros e do principal para as gerações futuras.

Mais especificamente, suponha que o governo, em vez de elevar impostos, emita títulos que irão vencer daqui a cem anos, e os quais serão vendidos agora àquelas pessoas que oferecerem os melhores preços de compra.  Supondo que os investidores confiem no governo e que a taxa de juros nominal de longo prazo seja acordada em 4,7%, o governo irá então emitir uma nota oficial com a seguinte declaração: "No ano de 2113, o governo irá fazer uma contagem de quantos pagadores de impostos existem no país.  Ato contínuo, o governo irá tributar cada um destes x cidadãos com um imposto per capita de $10 trilhões/x.  Esta receita tributária de $10 trilhões assim coletada será entregue a todas as pessoas que porventura estejam de posse deste pedaço de papel naquele momento."

Postar um comentário