quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O meu plano político

URL: http://brasillibertario.blogspot.com/2012/08/o-meu-plano-politico.html


Resolvi escrever este artigo por conta de um tipo de crítica vazia que tenho recebido desde quando entrei nesta disputa política, que é quando dizem que nenhuma proposta minha nunca será aplicada e que é incoerente eu disputar eleições por um partido que  supostamente já teve políticos acusados de corrupção. Geralmente a pessoa que faz essa crítica, nunca fez nada pela Liberdade, nunca escreveu ou sequer divulgou um único artigo, vídeo ou texto informal em favor da Liberdade. São pessoas que ou estão acomodadas com o socialismo/fascismo que tomou conta do Brasil, ou que ganham alguma coisa com isso.

Mas vamos às críticas em si. Em primeiro lugar, ainda que nenhum projeto meu seja aprovado, é infinitamente melhor alguém dentro do governo defendendo a Liberdade e mobilizando apoio popular para a redução da máquina pública, do que alguém lá dentro ajudando a aumentar gastos públicos, impostos e burocracia. Em segundo lugar, não há como saber se meus projetos serão aprovados ou não, porque eles NUNCA foram propostos. Quando foi que algum político, algum dia propôs eliminar projetos, eliminar burocracia e cortar drasticamente todos os impostos? Isso NUNCA aconteceu! E em terceiro lugar, o governo não é nenhuma lei da física, é apenas um grupo de pessoas, está sujeito a falhas e mudanças, sempre há um jeito. Em toda a história, muitos ditadores fizeram revoluções por meios democráticos, sem disparar um único tiro. Se isso pode ser feito pelo poder, por que não pode ser feito pela Liberdade?

Quanto às críticas contra o Partido Democratas, reafirmo que não sofri nenhum tipo de restrição ou direcionamento ideológico lá dentro, tive e continuo tendo total liberdade e apoio para defender as ideias libertárias, de forma que não tenho do que reclamar sobre o DEM. Se algum político do partido está ou já esteve envolvido em corrupção, ou defendeu medidas anti-libertárias, é algo que foge da minha alçada, pois não sou dono do partido, mas aproveitarei esta oportunidade da melhor maneira possível. Isso sem falar que é impossível entrar numa disputa política no Brasil sem estar filiado a algum partido, e o Democratas é um dos únicos partidos brasileiros que falam de liberdade no próprio estatuto.

Agora que isso ficou claro, minhas propostas para o cargo de vereador de Vitória são as seguintes:
  • Burocracia: lutar pelo fim ou máxima simplificação e redução de todos os alvarás e todas as licenças da prefeitura, porque tudo isso só gera custos extras para os trabalhadores e emperra o desenvolvimento e progresso da cidade, a troco de nada, apenas para enriquecer funcionários do governo, parasitas que nada produzem e muito sugam de todos nós.
  • Impostos: lutar pela eliminação ou máxima redução de todos os impostos da prefeitura, principalmente o IPTU, o ITBI e o ISS, todos imorais e ilegítimos, pois ferem os direitos de propriedade privada e livre iniciativa, além de tornar o cidadão mais pobre. Cortes nos impostos deixarão a economia mais livre, aumentarão a prosperidade geral e combaterão a raiz da corrupção, pois quanto menos dinheiro houver dentro do governo, menor a chance de haver roubo.
  • Gastos públicos: lutar pela máxima redução de todos os gastos da prefeitura, propondo um projeto de lei que proíba o governo municipal de fazer qualquer tipo de gasto com publicidade, propondo cortes drásticos no pessoal da prefeitura (eliminação de todos os cabides de emprego) e na folha de pagamento (propor um projeto de lei para limitar todos os salários públicos à média salarial que é paga no mercado para empregos equivalentes). Apoio a transferência da decisão sobre contratação de empresas de manutenção pública (como por exemplo coleta de lixo e saneamento) para os próprios moradores (por meio de associações de bairro, de rua, condomínios, etc), ao invés do governo com suas licitações corruptas. Além disso, todas as áreas em poder da prefeitura que não são essenciais para a manutenção da ordem pública municipal devem ser desestatizadas, pois apenas geram gastos inúteis.
  • Leis: lutar pela eliminação de todas as leis estúpidas, que ferem os direitos de liberdade e propriedade privada, como por exemplo a lei que proíbe os supermercados de abrirem nos domingos, e a lei que obriga os moradores a reformarem suas calçadas de acordo com o padrão da prefeitura.
Juro que nunca irei propor, apoiar ou aprovar qualquer medida ou projeto de lei que resulte em aumento de burocracia, impostos ou gastos públicos.
Postar um comentário